O DESEJO DE QUERER VER UM ENTE QUERIDO
QUE JÁ PARTIU.

Muitas vezes em nossa vida, (comigo pelo menos é assim); nos deparamos com muitas pessoas que insistem e vem pedir auxilio no sentido de que querem ver entes queridos que partiram para o outro lado. Nos pedem como isto seria possível etc.... enfim, procuramos ajudar com uma palavra amiga e falamos como isto poderia ou não ser possível. Hoje tentaremos colocarmos mais uma vez o que as obras básicas da doutrina nos falam sobre isto.

 

1 – todos espíritos podem se tornarem visíveis, principalmente durante o sono mas existem também pessoas que vêem acordada, mas isto já é mais raro.

 

2 – a classe do espírito não importa. Seja inferior ou superior, mas nem sempre tem eles permissão para isto e o objetivo desta aparição depende muito da evolução do espírito – pode ser bom ou ser mau.

 

3 – No caso de ser um espírito mau e se é dado a ele permissão, muitas vezes a intenção do espírito em aparecer pode ser com natureza má, mas o resultado disto pode ser bom, porque seria como uma prova ou experimentação a aquele que vai ver. A intenção do espírito neste caso seria amendrontar e freqüentemente vingar-se. Já os bons, seria consolar as pessoas que sofrem, provar que eles existem e que estão perto, dar conselhos e até mesmo reclamar que esqueceram dele.

 

Porque Deus não permite que todos pudessem ver a todo tempo os espíritos? Exatamente porque isto iria pertubar e o homem ficaria sem iniciativa própria ou incomodado com isto. Seria tão inconveniente como se pudéssemos ver o ar que respiramos ou mesmo a quantidade de animais microscópico que pulam ao nosso redor e sobre nós.

 

Deus muitas vezes permite estas aparições para provar que tudo não morre com o corpo e que a alma sobrevive e conserva sua individualidade. Esta prova passageira já é bastante para isto; e nos mundos mais avançados que o nosso  isto acontece muita mais freqüentemente, porque quanto mais o homem se espiritualiza, ele mais facilmente pode ter percepção dos seres etéreos.

 

Não se deve ter medo quando isto acontece, porque a pessoa que reflete, compreende que qualquer espírito é menos perigoso que qualquer ser vivo. Espírito vão a toda parte e se quiserem fazer o mal, não precisam aparecer para isto e até com mais segurança poderiam te causar um dano. O perigo de ver um espírito não é pela aparição dele, mas sim pela influencia que ele pode causar sobre o pensamento, desviando do bem e te levando ao mal.

 

Se um espírito te aparece poderia você falar com ele? Claro que sim e é isto mesmo que você pode fazer, perguntando a ele quem é, o que deseja e o que você pode fazer por ele. Se ele é um espírito sofredor, vai se sentir aliviado porque você deu atenção a ele e se é um espírito do bem, pode dizer conselhos a você etc... Nestes casos, ele pode se comunicar com você por meios de sons articulados como uma pessoa viva faria, mas o mais freqüentemente é feito através de pensamentos.

 

As que vemos em sonhos, quase sempre são assim mesmo que elas são em espíritos, ou seja, como vemos elas em sonhos, elas apareceriam ou são lá no mundo dos espíritos. Agora, espíritos zombeteiros poderiam tomar formas ou aparências de pessoas que conhecemos, para que com isso zombem de nós ou nos induza a erros, mas nem sempre isto é possível porque há coisas que não são permitidas brincar

 

Muitas vezes, já que o pensamento é uma forma de se evocar e atrair o espírito, porque a gente sempre pensa e pede para ver um ente querido já morto  e quem sempre aparece ( se aparece...) é um espírito que nem conhecemos etc...? Os espíritos não tem sempre a possibilidade de virem atender ou aparecerem, mesmo em sonhos e mesmo que se deseje muito isto. Causas independente da vontade dele ou do vivo impedem isto. Quanto a aparecerem espíritos que nem pensamos neles, na verdade eles poderiam pensar em nós porque quantos e quantos espíritos de nossa relação temos no mundo espiritual e que não sabemos porque estamos encarnados?  São antigos e também novos.

 

Encerrando esta primeira parte do assunto, explicamos que muitas vezes é bem mais fácil quando se está muito enfermo ver espíritos porque os laços materiais ficam mais frouxos e a fraqueza do corpo dá mais liberdade ao espírito que neste caso, entra mais fácil em comunicação com outros espíritos. Continua no próximo estudo.

 


Fonte: O Livro dos Médiuns.
Pedro Ozório – Casa Branca – 16/04/05