PROVAS E EXPIAÇÃO

 

Primeiro é importante nós entendermos o que prova e o que é expiação. A prova é quando o espírito antes de reencarnar, pede e escolhe ele mesmo o tipo de prova que irá passar e isso claro, usando do seu livre arbítrio. A expiação é quando ele vai passar por coisas que a Justiça de Deus colocará para ele e não tem como ele mudar. Normalmente esses espíritos são aqueles que recuam diante do que necessitam.

 

Dito isto, importante é também salientar que o espírito já encarnado mostra com atitudes o que ele está passando, se é prova ou uma expiação, como ver isso? Quando você conhece alguém que sofre mas não aceita este sofrimento, com certeza, este está passando por expiação e ao contrario, quando você vê outro que aceita tranqüilamente e suporta os problemas, este estará passando por provas. Normalmente ele é equilibrado, está sofrendo mas tentando fazer o melhor.

 

Bom, também temos aí o problema do livre arbítrio. Vamos supor um espírito que escolheu as provas que teria que passar, é possível que ele encarnado,  como esquece momentaneamente o que planejou, pode não suportar e não cumprir, se desviando e também um espírito que iria passar algo que ele não escolheu ( caso da expiação) de repente pode se dispor a enfrentar os problemas e acaba vencendo. Perceberam a diferença?

 

Outra coisa: status do espírito aqui na terra não é sempre o que vai dizer se a sua condição é prova ou não. Um exemplo: um rico pode estar expiando algo e tendo graves problemas, enquanto uma muito pobre pode estar vencendo uma prova, foi uma opção dele devido a problemas anteriores etc....

 

Dizem que na Terra há muito mais espíritos em expiação do que em provas, até porque, nós ainda não atingimos o grau necessário para ter o discernimento quando da escolha pela necessidade das provas.

 

Ainda sobre essas diferenças, quando você percebe dois espíritos com os mesmo problemas, passando pelas mesmas dores, qual seria uma prova e qual é expiação? Normalmente aquele que suporta melhor e que por isto mesmo está sofrendo menos, esse é o da prova, porque ele mesmo escolheu e se preparou para isso, mas o outro será rebelde, inconformado, entra em desespero e sofrerá mais, este é o que está com certeza expiando.

Para ilustrar, a espiritualidade diz que até os mentores e espíritos de luzes em sua jornada, tem provas, claro que diferentes da nossa, mas também passam por provas a fim de progredirem.

 

Outra coisa importante, nenhum espírito ao escolher um tipo de prova fará com que essa, possa prejudicar a outro espírito.

 

É fácil você fazer uma verificação em sua própria vida. Se você percebe que tem a capacidade de aceitar os problemas e consegue ir adiante, com certeza, está num estágio de progresso razoável, mas quando é tudo difícil, com certeza, você ainda tem muito a progredir, porque na realidade, mesmo sem interferir, os mentores espirituais e o seu anjo da guarda, de certo modo, lhe ajuda para que você possa atravessar esses problemas, mas cabe a você entender e vencer.

 

Normalmente as provas, ou os problemas que passamos, tem a ver com algo que aconteceu no passado anterior, ou seja: um exemplo, você numa vida usou e abusou do seu corpo, não cuidando dele o necessário, então pedirá para vir com o seu novo corpo na nova vida passando por problemas que irão com certeza fazer com que seu espírito entenda de vez o quanto é importante cuidar da sua vestimenta enquanto estiver encarnado. Aprenderá com o erro.

 

Um outro exemplo: vamos supor que alguém odeia e muito um outrem e numa vida acaba fazendo todo o tipo de mal para ele, na próxima, poderá vir como um filho dessa pessoa porque como filho, aprenderá a amar e amando, exercitando o amor, estará de certa forma, se redimindo. Isto também pode ser ao contrario ok?

 

Uma coisa interessante a dizer: vamos supor que por algum motivo alguém faça um mal tão grande na própria família, pegando o exemplo anterior, ele envenena o pai e a mãe para ficar com tudo ok? Pois é...na próxima ele virá com graves problemas em seu próprio corpo para um resgate correto ok? Bom, mas só isso, viver uma vida assim não irá fazer com que ele então se veja livre do problema. Além disto, ele tem que estar em harmonia com aqueles pais de quem ele tirou a vida. Quando os 3 se amarem aí sim, nada mais terão entre si como prova ou expiação.

 

Sempre quando falo sobre provas com alguém, posso até estar errado, mas eu entendo o seguinte: entendo que provas ou expiações são as de natureza que interferem na sua vida de uma forma mais forte, ou seja, as que realmente mudam algo ou que te leva a caminhos mais fortes. Vou tentar explicar dando exemplo: se você está caminhando e de repente você tropeça e cai, se machuca, cura os ferimentos e está bom de novo, isso é contingência do dia a dia, nada disto estava escrito e foi você que escolheu etc...se você perde a paciência com alguém e faz um mal, dizendo coisas etc....brigando etc.....são coisas que você através do seu livre arbítrio acabou diante de sua imperfeição, cometendo, mas acho que isso não estava escrito. Tudo é registrado e mesmo neste tipo de coisas há o problema da causa e efeito. Você de repente pode receber o efeito em você mesmo desta causa, mas ainda acho que não é algo que estava escrito, o seu destino etc....Prova e expiação, é algo no meu modo de entender, muito mais sério e norteia toda a sua vida.

 

Exemplo: você aos 50 anos é cometido por uma doença muito grave que fará que por alguns anos, você sofra....isso pode ser uma prova escolhida, ou uma expiação....dá para sentir a diferença? Caso eu agora discuta com alguém aqui no estudo, não é que estava escrito ou seja uma prova este momento de discussão, entendem? É diferente.

 

Problemas familiares: incompatibilidade entre irmãos, discussões bobas etc....é fruto de espíritos em desarmonia, a prova aí não é os momentos dessas discussões, mas sim a necessidade em estarem juntos para aprenderem a lei do amor.

 

Outra coisa. É importante saber que é possível mudar dentro da própria existência terrena, alguma coisa que estava pré determinado. Vamos ver isso: você escolheu uma prova difícil, mas enquanto ela não veio ou mesmo durante essa prova, você se superou de tal forma no bem e no amor que os espíritos encarregados podem mesmo interceder por você a Deus e de repente o seu tempo mudará e a  vida lhe será muito melhor etc....

 

Uma coisa muito importante é entender que Deus não está punindo ninguém, mas as Leis de Justiça, da Ação e Reação é que automaticamente trás através das provas e expiações as oportunidades para o desenvolvimento do espírito. Outra coisa, a nenhum é possível escolher como prova fazer o mal, até porque só os mais desenvolvidos é que escolhem, e este o próprio mal já faz parte dele então ele terá expiações imposta pela justiça divina. Pode viver uma vida em ambiente onde predomine o mal, para aprender ali naquele meio, a vencer e exercitar o bem.

 

Alan Kardec diz no Céu e Inferno que cada vez que fazemos um mal, deixamos um tipo de mancha no nosso espírito e elas serão maiores ou menores de acordo com o mal que fizemos. Então para reparar isso, para limpar, só expiando ou passando por provas, mas aí é preciso primeiro se arrepender, depois sofrer o semelhante ao que fizemos e por último, fazer o bem para aquele a quem fizemos o mal.

 

No nosso dia a dia, (isso já foi matéria de estudo aqui anterior) nós através do nosso livre arbítrio cometemos atos, usando da nossa liberdade etc....mas é preciso observar muito para não errar, não enveredar por caminhos errados porque essa liberdade é também uma faca de dois gumes.

 

Amigos, é muita coisa, muita particularidade a ser dita mas de uma coisa é certa, Deus não dá a nenhum o fardo maior do que ele pode carregar e um espírito pode sim estacionar, ficar parado no tempo, no mal e adiar o seu progresso, mas um dia, ele despertará a sua consciência para o bem e procurará evoluir.

 

Ninguém conseguirá subir mais um degrau enquanto não deixar tudo zerado em termos de compromissos assumidos. Não há ilusão quanto a isso.

 

Eu já disse aqui num exemplo anterior que quando você veio, talvez tivesse 100% de coisas a serem resgatadas. Você conseguiu zerar uns 50% de acordo com a vida que levou mas por outro lado, o seu livre arbítrio fez com que contraísse mais débitos ( isso porque você ainda é imperfeito), então retornará para a pátria espiritual com os 50% que sobrou e que você pedirá novas oportunidades e mais o resto que adquiriu, mas um dia você aprenderá com todos os erros e vencerá, aí, subirá mais um degrau.......

 

Outra coisa: expiar algo também pode ser feito no plano espiritual. Na Terra, na vida corporal e no pano espiritual pelos sofrimentos morais que vem da própria inferioridade do espírito. Porque você cumpre aqui e se não consegue, quando volta, perceberá de novo a verdadeira realidade e vai sofrer por isto então, isso é também um tipo de sofrimento, um tipo de expiação.

 

Para encerrar eu quero dizer algo que acho muito importante porque muitos entendem que basta arrepender-se do fundo do coração, que estará perdoado. Pode até ser perdoado por aquele a quem você fez mal, mas esse arrependimento é apenas uma coisa mais positiva que irá lhe beneficiar, mas todo o mal feito, tem que ser reparado. A isso ninguém foge. Seria muito fácil assim, eu poderia usar e abusar das coisas ilícitas e depois antes de morrer, me arrepender e aí? Só isso? Que justiça teria nisso?

 

Amigos, espero que o estudo de hoje tenha pelo menos dado um pouquinho mais de esclarecimento. Claro que muito se teria a falar dentro das particularidades de cada item colocado mas ficaria muito extenso. Uma boa noite a todos. Pedro Ozório.

 

PEDRO OZORIO – 09/2002

Casa Branca - SP